Postado em 24 de Julho de 2017 às 10h10

Tratamento de efluente na indústria de alimentos

Efluentes (2)

        Com base nos dados do ano de 2016 da Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA), o setor industrial de alimentos compreende mais de 34.800 empresas, gerando mais de 1.600.000 empregos. Em 2016, apresentou faturamento de R$ 614,3 bilhões, implicando em um aumento de 9,3% se comparado ao ano anterior. Neste mesmo ano, realizou investimentos no valor de R$ 9 bilhões. As indústrias desse setor são grandes fontes geradoras de efluentes líquidos, os quais necessitam de tratamento adequado antes de retornar ao meio ambiente.

        A KEMIA Tratamento de Efluentes, ciente deste fato e preocupada com a manutenção da qualidade dos corpos hídricos, realizou ensaios de tratabilidade com efluentes da indústria de alimentos utilizando processos embasados em uma tecnologia inovadora, porém os primeiros experimentos realizados proporcionaram eficiências abaixo da expectativa, apresentando uma redução da Demanda Química de Oxigênio (DQO) de apenas 60%. Mesmo com este resultado insatisfatório, estes experimentos foram extremamente úteis, pois serviram de experiência e nortearam os novos testes.
 

  • Kemia - Tratamento de Efluentes -

         Contando com uma equipe técnica disposta e altamente qualificada, composta por profissionais de diversas áreas da engenharia, a empresa busca sempre a solução para tratar o efluente da maneira mais barata, rápida e eficaz. Com muita pesquisa e estudo, os profissionais da KEMIA montaram diversos testes experimentais em laboratório, realizando a otimização do processo de tratamento por meio da combinação de tecnologias inovadoras, o que proporcionou melhoras significativas na qualidade final deste efluente, alcançando níveis de 99% na redução da DQO, 98% na redução da turbidez e 97% na remoção da cor, índices estes que comprovam a eficiência da nova tecnologia também para o tratamento deste tipo de efluente.

         A KEMIA Tratamento de Efluentes atua no projeto, produto, implantação e operação do sistema, estando sempre aberta à novos desafios, contando com todos os recursos necessários de modo à fornecer uma solução para a indústria que procura eficiência no que diz respeito ao tratamento de efluentes!
 

Veja também

KEMIA aprova projeto internacional07/03     A KEMIA Tratamento de Efluentes teve seu projeto “Sistema ótico de detecção e de controle de amônia em reatores eletrolíticos para o tratamento de efluentes” aprovado no Edital de Chamada Pública FAPESC - Cooperação Internacional entre Santa Catarina e Berlim.        A Cooperação SC & Berlim......
Qualidade da água e o futuro da produção de suínos07/04          Os suínos são a segunda proteína animal mais consumida do mundo. Além disso, esse mercado encontra-se em expansão contínua, onde a competitividade da produção......
Implantação da primeira ETE com reatores eletrolíticos01/05         A empresa PEMA Limpeza e Conservação, sediada no município de Dois Vizinhos no sudoeste do Paraná, iniciou suas atividades em janeiro de 2001 prestando serviços de coleta e transporte de......

Voltar para Cases